Divagações e devaneios sobre as arianisses da vida!!!

quinta-feira, 21 de março de 2013

E o doodle??



Hoje é dia 21 de março, Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial. Acordei já pensando em fazer uma postagem visando a blogagem coletiva organizada pelas blogueiras negras (http://blogueirasnegras.wordpress.com/2013/03/20/a-procura-da-metrica-perfeita/). Na tentativa de achar mais informações sobre esse dia entrei no google e, por incrível que pareça, me assustei com o fato de não ter um doodle para esse dia!

Na minha concepção de mundinho perfeito os doodles ajudam popularizar uma data ou um momento específico da história, afinal de contas o google é o buscador mais popular que existe. E, para ser ainda mais absurdo, pouquíssimas informações, em português, sobre o porquê e como esse dia foi institucionalizado estão disponíveis na web. Só gostaria de lembrar que não só vários países africanos tem o português como idioma oficial, mas também o Brasil, esse da democracia racial do Gilberto Freyre e Cia...Pode parecer muita bobeira da minha cabeça, mas já vi doodle para coisas ínfimas e para um dia importante como esse nada?! Não vou deixar uma lição de moral ou algo assim porque essa postagem é para a reflexão de cada um, mas fiquei muito CHATEADA!!!!!


OBS: resposta para o como e o porque da institucionalização do dia 21 de março como Dia Internacional da Discriminação Racial - http://correionago.ning.com/profiles/blogs/o-massacre-de-sharpeville-e-o-dia-internacional-pela-elimina-o-da

terça-feira, 19 de março de 2013

Constatação!!!

Lembro estar passando na Moradia I da Unila e uns meninos que estavam fazendo um pagode cantavam assim: "mas digo sinceramente, na vida a coisa mais feia, é UNILEIRO que vive chorando de barriga cheia"! É bem óbvio que o assunto deles era outro, mas aqui vai o meu assunto!
Participei na semana passada de uma reunião que, supostamente, era para formar um coletivo de gênero. Em dado momento da conversa uma das meninas falou: - É que o Conselho da Mulher de Foz só faz atividades no 8 de março. Pensei: - Não vou gastar meu latim! Não deu 2 minutos, um dos participantes da reunião, que era homem e, só digo isso como uma chamada pra homarada participar do debate de gênero, começou a falar que o Conselho da Mulher nunca fazia nada e só queria aparecer no dia 8 de março. Pensei novamente: - Não vou gastar meu latim! Depois disso apareceram mais alguns protestos contra o Conselho e eu mantive minha posição: - Não vou gastar meu latim!
Agora vai meu protesto: a primeira menina que falou do Conselho está em Foz do Iguaçu desde 2010 e NUNCA participou de uma reunião do Conselho; o menino que falou mal do Conselho, desde que estou na cidade também nunca foi em uma reunião do Conselho (estou desde 2011) e além do mais é INIMIGO POLÍTICO (pq essa cidade bairrista do caralho funciona na base da inimizade política) da atual  presidenta do Conselho e; o resto é tudo Maria-Vai-Com-As-Outras.
Desde 2011, quando cheguei em Foz, estou participando das ações do Conselho: reuniões, conferências municipais e estaduais, encontros suprapartidários, palestras nos bairros, etc. Só queria saber, onde é que estavam essas pessoas que só sabem reproduzir o que ouvem por ai???? Em nenhum desses momentos lembro de nenhum deles participando. Lembro de um dia que o Conselho estava precisando de gente para fiscalizar as atividades do CRAM, algum deles estava lá? NÃO. E não estavam, justamente, porque o Conselho não os interessa, é mais fácil falar mal, de barriga cheia, já que as ações do Conselho da Mulher não estão afetando as vidas deles!!!!