Divagações e devaneios sobre as arianisses da vida!!!

terça-feira, 5 de abril de 2016

A culpa!

Quando relacionamentos acabam o que sobra é culpa. Obviamente estou falando dos meus relacionamentos. O pior de tudo é que quando eu tenho certeza que a culpa não é minha, as pessoas me jogam a culpa. 
Por exemplo, uma vez tive um relacionamento com uma pessoa completamente descompensada. A pessoa era ciumenta, manipuladora, chantagista emocional e muitas vezes violenta. Quando eu resolvi terminar a pessoa me acusou de acabar com nosso futuro juntas (estávamos planejando casar e ter filhos), mas como manter um relacionamento tendo medo da sua companheira???
Teve aquela vez também que, aparentemente, eu estava me relacionando com uma pessoa que estava pouco se fodendo pra mim, juro! A mina era linda: feminista (só depois descobri que era rad), negra, inteligente e tals. Mas me tratava com indiferença constantemente, principalmente em público, aí resolvi terminar. Foi uma relação que não durou dois meses, mas o término gerou muitíssimas declarações amorosas por parte dela no meu email, facebook, etc. Só pararam quando eu disse "ok, chega, não vai rolar!", mas pra ela isso não foi a gota d´água. O problema pra ela foi eu ter iniciado uma nova relação que deu certo, aí a bichinha começou me acusar de ter sido abusiva, ter fetichizado ela (eu nem sei o significado exato disso) e creditava tudo isso ao fato de eu ser mais velha que ela.
Ah, teve aquela vez que a mina me traía com todo mundo, mas não queria uma relação aberta comigo e, aquela também onde eu era a outra e só eu não sabia.
O fato é que todas, sem exceção, jogaram a culpa em mim pelo término. Mas não é só isso, elas jogaram tanto a culpa em mim que eu acabei acreditando nela e em algumas ocasiões até pedindo desculpas de uma culpa que não deveria existir. E não deveria existir porque relacionamentos acabam mesmo, por N motivos, nem tudo na vida acontece como queremos ou planejamos e isso é regra!!! E pra cagar em tudo de vez essa culpa foi sendo carregada e reflete nas minhas relações ainda, tipo: um cagaço de falar algo que vá ser mal interpretado; um medo horrendo de terminar (somente porque pra você não serve mais) e ser apontada como insensível e egoísta; ou simplesmente se magoar para não magoar a outra pessoa.
E é isso, esse texto não tem um fim, ou uma lição de moral, é só desabafo mesmo como todos os outros desse blog.    

Nenhum comentário:

Postar um comentário